Tamanho do texto

SÃO PAULO - A agenda da terça-feira começa com a reação dos mercados no ocidente à bateria de indicadores da economia chinesa

. A inflação ao consumidor marcou 6,5% em julho, no comparativo anual, contra 6,4% em junho e previsões de 6,3%. Tal resultado mantém acende a possibilidade de novas ações restritivas por parte do Banco Central da China. O índice de preços ao produtor marcou alta de 7,5%, acima do 7,1% de junho, mas em linha com o previsto pelos analistas. Além dos números chineses, o dia reserva a esperada reunião do Federal Reserve (Fed), banco central americano. O encontro da autoridade monetária ganhou ainda mais importância depois que os Estados Unidos perderam a nota "AAA" pela métrica da Standard & Poor's. A reação dos mercados, ontem, foi catastrófica, com bolsas amargando as maiores quedas desde a crise de 2008, e o risco de se proteger contra calotes de empresas e bancos disparando. A cada dia que passa cresce a visão de que os EUA podem entrar em recessão e aumenta a pressão por uma ação do Fed. No entanto, uma nova rodada de estímulo pode ter sua efetividade questionada - dois planos já foram lançados e a liquidez não saiu no sistema financeiro para tracionar a retomada da atividade no lado real da economia. A decisão do Fed só vem por volta das 15h15. Desta vez, o presidente do Fed, Ben Bernanke, não dará entrevista após a reunião. Antes disso, os investidores conhecem a produção industrial no Reino Unido, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e o levantamento sistemático da produção agrícola. Em Brasília, está prevista para as 15 horas uma entrevista do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e do Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, sobre economia mundial. Ainda na semana, saem a balança comercial chinesa, a primeira prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) e as vendas no varejo brasileiro e americano. (Eduardo Campos | Valor)

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.