Tamanho do texto

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo ampliava ainda mais as perdas na tarde desta segunda-feira, o que obrigou a administração da entidade a interromper os negócios pela primeira vez desde 1999. Às 15h49, o Ibovespa atingiu 10,16 por cento de queda, aos 45.622 pontos. O giro financeiro era de 3,46 bilhões de reais.

De acordo com a BM&F Bovespa, as negociações ficarão paralisadas até 15h19. Depois, as operações serão restabelecidas. Se o índice estender as perdas para 15 por cento, o pregão será interrompido novamente por uma hora.

Esta é a primeira vez que a ferramenta é acionada desde 14 de janeiro de 1999, segundo a assessoria de imprensa da BM&F Bovespa.

O medo ganhou força no mercado depois que os primeiros números da votação do pacote de ajuda de 700 bilhões de dólares mostravam vantagem para a rejeição do projeto na Câmara dos Deputados dos EUA.

(Reportagem de Aluísio Alves)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.