Tamanho do texto

Índice utilizado para reajustar maioria dos contratos de aluguel acumula alta de 9,85% no ano, segundo levantamento da FGV

selo

A primeira prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) acelerou em novembro, com alta de 0,79%, após apresentar aumento de 0,75% em igual prévia de outubro, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Dos três indicadores que compõem esse índice de inflação, o Índice de Preços por Atacado (IPA) teve alta de 1,02%, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou alta de 0,39% e o Índice Nacional de Custos da Construção teve elevação de 0,22%. 

O IGP-M é muito usado para reajuste no preço do aluguel. Até a primeira prévia de novembro o índice acumula alta de 9,85% no ano, e de 9,56% em 12 meses. O período de coleta de preços para cálculo da primeira prévia do IGP-M de novembro foi do dia 21 a 31 de outubro.

 Os preços dos produtos industriais no atacado subiram 0,38% na primeira prévia do IGP-M de novembro. Ainda segundo a FGV, os preços dos produtos agrícolas no atacado subiram 2,90%. Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 1,10%, os preços dos bens intermediários subiram 0,38% e os preços das matérias-primas brutas tiveram aumento de 1,80% na primeira prévia de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.