Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,91% na segunda medição de março, mostrou levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV). A alta foi mais modesta do que aquela apurada em igual período do mês passado (1,10%) devido a um acréscimo menos marcado nos preços no atacado.

Com peso de 60% no IGP-M, o Índice de Preços por Atacado (IPA) saiu de alta de 1,34% na segunda prévia de fevereiro para 1,10% em igual intervalo neste mês. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do indicador geral, foi de 0,80% para 0,64% de avanço e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que entra com 10% na composição do IGP-M, teve pequena variação, de 0,39% para 0,37%.

Dentro do IPA, os produtos agropecuários subiram 2,92% e os produtos industriais avançaram 0,52%. Na segunda medição do mês passado, essas taxas foram positivas em 0,38% e 1,64%, na ordem.

No IPC, o grupo Alimentação subiu mais, deixando elevação de 0,93% na parcial de fevereiro para 1,55% no estudo do mês corrente. Vestuário, no entanto, inverteu de mão - após alta de 0,23%, apresentou agora declínio de 0,43%. Transportes, que tinham aumentado 2,47% na segunda pesquisa de fevereiro, verificaram 0,66% de ampliação.

Quanto ao INCC, o indicador de Mão de obra seguiu com 0,28% de ampliação.

No acumulado do ano por ora, o IGP-M aumentou 2,74%. Em 12 meses, a elevação se situou em 1,91%.

(Juliana Cardoso | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.