Tamanho do texto

Índice de Preços ao Consumidor fica em 0,46%, puxado pelo grupo alimentação

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 1,10% em setembro, mantendo a mesma variação registrada em agosto, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

Analistas consultados pela Reuters previam uma alta de 1,15%, de acordo com a mediana de 18 respostas que variaram de 1,02% a 1,28%.

Apesar de repetir a taxa de agosto, a consultoria LCA destaca que "houve importante mudança de composição: de um lado, uma menor pressão vinda do atacado, na esteira da descompressão do minério de ferro; de outro, o varejo saindo de deflação em agosto para relevante alta em setembro, em boa medida pelo encarecimento dos alimentos".

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 1,47% em setembro, após alta de 1,70% em agosto. O IPA agrícola saltou 5,15%, seguindo a elevação de 2,68% no mês anterior. O IPA industrial teve aumento de 0,3% agora, contra 1,40% antes.

As maiores altas individuais de preços no atacado foram de milho em grão, bovinos, aves, algodão em caroço e soja em grão, esse último já desacelerando o ritmo de avanço em relação ao mês anterior, para 3,36% nesta leitura, ante 9,19% na anterior.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) avançou 0,46% em setembro, após queda de 0,08% em agosto. Os custos do grupo Alimentação subiram 0,84%, depois de caírem 0,64% no mês anterior. Os de Vestuário aumentaram 1%, contra queda de 0,40% antes. Os principais aumentos de preços no varejo foram de limão, tarifa de água e esgoto, pão francês, alcatra e melancia.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta de 0,21% em setembro, ante oscilação positiva de 0,14% em agosto.

No acumulado do ano até setembro, indicador acumula alta de 8,04%. Em doze meses encerrados em setembro, o avanço é de 7,95%. Embora não seja mais usada para reajustar as tarifas de telefone, a taxa acumulada do IGP-DI ainda serve como indexador das dívidas dos Estados com a União.

( Com agências )

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.