Tamanho do texto

Indicador utilizado para reajustar as dívidas dos Estados com a União acumula alta de 0,93% no ano e de 3,32% em 12 meses

selo

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,56% em março, após ter registrado leve alta de 0,07% em fevereiro.

O resultado foi anunciado nesta segunda-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A taxa ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE-Projeções, que esperavam uma elevação entre 0,42% e 0,60%, com mediana de 0,51%.

Com o resultado divulgado nesta segunda-feira, o indicador acumula altas de 0,93% no ano e de 3,32% em 12 meses. Embora não seja mais usada para reajustar a tarifa de telefone, a taxa acumulada do IGP-DI ainda é usada como indexadora das dívidas dos Estados com a União.

A FGV informou os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O IPA-DI, que representa o atacado, subiu 0,55% no mês passado, após registrar queda de 0,03% em fevereiro. Por sua vez, o IPC-DI, que apura a evolução de preços no varejo, teve aumento 0,60% em março, após uma alta de 0,24% em fevereiro.

Já o INCC-DI, que mensura o impacto de preços na construção, apresentou elevação de 0,51% em março, depois da taxa positiva de 0,30% em fevereiro.

O período de coleta de preços para o IGP-DI de março foi do dia 1º a 31 do mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.