Tamanho do texto

O número de horas pagas na indústria caiu 1,7% em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal, segundo divulgou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os técnicos do instituto destacam que essa foi a maior queda em toda a série histórica iniciada em janeiro de 2001.

Eles explicam, no documento de divulgação da pesquisa, que "as paralisações na produção e a concessão de férias coletivas não planejadas marcaram o setor industrial a partir de outubro, se ampliaram em novembro e estão na base dessa variação recorde".

Na comparação com novembro de 2007, o número de horas pagas recuou 0,4%, interrompendo um ciclo de 29 meses de taxas positivas e registrou o menor resultado ante igual mês de ano anterior desde novembro de 2005 (-0,6%). Os indicadores para períodos mais abrangentes foram positivos: 2,3% no acumulado do ano e 2,3% nos últimos 12 meses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.