Tamanho do texto

Fortuna do mexicano Carlos Slim é de US$ 69 bilhões, segundo lista anual da publicação; Eike Batista sobe uma posição e é o sétimo mais rico

Slim: fortuna nas telecomunicações e partipação em centenas de negócios fora do México
Getty Images
Slim: fortuna nas telecomunicações e partipação em centenas de negócios fora do México
A revista americana Forbes divulgou nesta quarta-feira sua famosa lista anual de bilionários. A relação é liderada pelo mexicano Carlos Slim, com fortuna estimada em US$ 69 bilhões, ou cerca de R$ 117 bilhões. O atual ranking da Forbes reúne 1.226 bilionários, um recorde histórico, 16 a mais que no ano passado – a primeira lista do tipo, publicada pela revista há 25 anos, tinha somente 140 nomes. Juntos, eles possuem US$ 4,6 trilhões, o dobro do PIB brasileiro em 2011 .

Slim, que encabeça a lista pelo terceiro ano consecutivo, construiu seu imperio na área das telecomunicações, mas nos últimos anos adquiriu participações em centenas de companhias fora do México, como a varejista Saks, a gigante do tabaco Philip Morris, o jornal The New York Times e o fundo de investimentos BlackRock.

A cifra é suficiente para manter o empresário como maior magnata do planeta, bem a frente do segundo colocado, Bill Gates (US$ 61 bilhões), e do terceiro, Warren Buffett (US$ 44 bilhões). Mas a fortuna de Slim é também US$ 5 bilhões menor do que aquela divulgada em março de 2011, na última lista da Forbes, calculada em US$ 74 bilhões.

Entre os destaques negativos de seus negócios no último ano, está a multa de US$ 1 bilhão aplicada à América Móvil, em abril, por práticas monopolistas. As ações da empresa, que representa metade da fortuna de Slim, perderam valor de mercado ao longo do ano. A América Móvil está recorrendo judicialmente da penalidade.

No ano passado, Slim havia aumentado sua fortuna em US$ 20,5 bilhões em relação a 2010. Na ocasião, ele aumentou a diferença para os outros bilionários da lista, em parte porque Gates e Buffett doaram boa parte de suas fortunas para a caridade. Embora o mexicano tenha se envolvido em iniciativas de redução da pobreza e incentivo à educação e aos esportes, ele nunca declarou planos de doar uma grande parte de seus recursos, como Gates e Buffett.

O brasileiro Eike Batista manteve a fortuna de US$ 30 bilhões, mas subiu para sétimo no ranking
Getty Images
O brasileiro Eike Batista manteve a fortuna de US$ 30 bilhões, mas subiu para sétimo no ranking
Mas o homem mais rico do mundo não se deslumbra com a riqueza e mantém um estilo de vida sem ostentação, de acordo com declarações de pessoas próximas a ele. "Slim vive na mesma casa há mais de três décadas, veste o mesmo tipo de roupa, consome alimentos de seus restaurantes, faz as mesmas brincadeiras e conserva seu apego à família", detalhou uma fonte consultada pela agência Efe, que preferiu manter anonimato.

Slim insiste em minimizar a importância de sua fortuna e assegura que sua vida não mudou na última década. Outra fonte garantiu à Efe que Slim é inimigo da ostentação e da extravagância, é informal, trabalha com uma camisa de manga curta e é a antítese dos magnatas que posam para as revistas da alta sociedade. "Nunca usa joias ostentosas nem objetos de luxo, às vezes usa um relógio Cartier das versões mais simples e paga suas compras com cheques pessoais", afirmou seu principal biógrafo, José Martínez.

Mais seis brasileiros
O primeiro brasileiro na lista da Forbes é o empresário Eike Batista , com US$ 30 bilhões. Apesar de ter mantido a mesma fortuna do ano passado, o brasileiro subiu uma posição no ranking, sendo agora o sétimo homem mais rico do mundo, segundo a Forbes.

Eike virou magnata após convencer investidores a aplicar em seus projetos de mineração, petróleo, logística, energia e outros, através das empresas do grupo EBX. Além de ex-marido de Luma de Oliveira, é filho do ex-presidente da Vale, Eliezer Batista.

A lista desse ano tem 36 brasileiros , seis a mais que na edição anterior. O empresário Francisco Ivens Dias Branco, do ramo alimentício, entrou para a lista na posição 290, com fortuna estimada em US$ 3,8 bilhões. Nevaldo Rocha, da Riachuelo, surge com US$ 2,5 bilhões. O investidor Lirio Parisotto, fundador da Videolar e hoje controlador do fundo Geração Futuro, aparece com US$ 2,1 bilhões. Rubens Menin Teixeira de Souza, da MRV Engenharia, debuta na lista com US$ 1,8 bilhão. José Isaac Peres, da Multiplan, se junta ao clube com US$ 1,5 bilhão. Antonio José Carneiro, da Energisa, é o outro novo bilionário brasileiro, com US$ 1,1 bilhão.

Veja a lista dos 10 mais ricos do mundo *

1 . Carlos Slim Helu (México)
US$ 69 bilhões

2 . Bill Gates (EUA)
US$ 61 bilhões

3 . Warren Buffett (EUA)
US$ 44 bilhões

4 . Bernard Arnault (França)
US$ 41 bilhões

5 . Amancio Ortega (Espanha)
US$ 37,5 bilhões

6 . Larry Ellison (EUA)
US$ 36 bilhões

7 . Eike Batista (Brasil)
US$ 30 bilhões

8 . Stefan Persson (Suécia)
US$ 26 bilhões

9 . Li Ka-shing (Hong Kong)
US$ 25,5 bilhões

10 . Karl Albrecht (Alemanha)
US$ 25,4 bilhões

* Fonte: Forbes
( Com Reuters e Efe )

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.