Tamanho do texto

Paris, 22 dez (EFE) - O grupo industrial francês Alstom anunciou hoje que firmou um contrato de mais de 300 milhões de euros para equipar no Brasil a central hidroelétrica de Jirau, no rio Madeira, que terá uma potência de 3.300 megawatts e que será explorada pelo consórcio Energia Sustentável do Brasil.

A Alstom explicou em comunicado que lidera um consórcio de fabricantes - do qual também participam Voith Siemens e Andritz Va Tech - que assinou o acordo com o Energia Sustentável do Brasil.

No total, 48% correspondem a equipamentos para a central: 28 unidades de 75 megawatts cada uma, 10 turbinas, 17 geradores ou 28 reguladores, assim como sistemas de controle e auxiliares elétricos.

O contrato para implementação da instalação, localizada a 135 quilômetros de Porto Velho (RO) e prevista para 2012, inclui a supervisão das obras e sua entrada em operação, disse.

O grupo francês, que insistiu em que a maior parte dos equipamentos serão produzidos na fábrica de Taubaté, indicou que o contrato será contabilizado no quarto trimestre de seu ano contábil 2008-2009.

Também lembrou que, neste mesmo ano, conseguiu uma encomenda para a central hidroelétrica de Santo Antônio, com uma capacidade de 3.150 megawatts, também no rio Madeira.

O presidente da atividade energética da Alstom, Philippe Joubert, destacou que o novo contrato "reforça ainda mais a presença e a liderança" da empresa no mercado brasileiro da eletricidade hidráulica, onde constrói usinas há mais de 50 anos. EFE ac/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.