Tamanho do texto

O vice-presidente do Grupo Arezzo S/A, Alexandre Birman, confirmou ontem que a empresa está em processo de aquisição de quatro empresas brasileiras do setor calçadista. Oito meses após ter vendido 25% das ações do grupo ao fundo de investimento Tarpon All Equities, o executivo disse que o processo está caminhando como manda o figurino, mas não confirma quando serão fechados os negócios.

"O Tarpon nos dá muita segurança e solidez, mas não posso garantir que as aquisições serão concretizadas ainda este ano", disse durante a 40ª Feira Internacional de Calçados, Acessórios de Moda, Máquinas e Componentes (Francal), encerrada ontem, no Parque de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

O grupo também prepara o lançamento de uma rede de lojas de rua, com preços mais acessíveis. "Existe sim um projeto, mas eu só vou dar os detalhes no final de agosto", afirmou Birman. Nos últimos meses a companhia fez o realinhamento da produção e da administração das marcas Arezzo e Schutz, com a ampliação da estrutura física. As operações eram concentradas numa área de 12 mil metros quadrados na cidade de Campo Bom, no RS. De acordo com o executivo, o grupo adquiriu antigas instalações da Reichert Calçados, na mesma cidade, uma planta de 25 mil metros quadrados, onde ficarão as operações que eram mantidas no terreno antigo, além de uma fábrica. E reiterou mais uma vez o importante papel do fundo de investimento. "É um grupo consolidado e seguro."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.