Tamanho do texto

Ação segue o aumento das expectativas de que o país precisará de um novo resgate financeiro para evitar calote

selo

O governo da Grécia disse que vai intensificar seu ambicioso programa de privatização de 50 bilhões de euros, elevando as metas de vendas de ativos neste ano após sofrer intensa pressão de líderes europeus para reduzir sua enorme dívida. O governo grego espera agora levantar até 5,5 bilhões de euros por meio da venda de ativos até o final deste ano, ante a meta inicial de 2 bilhões a 4 bilhões de euros anunciada há algumas semanas.

Após uma reunião de gabinete, o governo grego disse que irá acelerar a venda de participações em alguns de seus ativos mais valiosos, incluindo um banco estatal, um monopólio de apostas do país, seus dois maiores portos e uma empresa de serviços de abastecimento de água na cidade de Salonica.

O movimento ocorre em meio a expectativas crescentes na Europa de que a Grécia precisará de um novo pacote de ajuda financeira para evitar a declaração de não pagamento de sua dívida. Fontes oficiais de Berlim e outras capitais europeias estão relutantes em conceder mais ajuda para a Grécia sem receber em troca mais concessões do país e exigiram que o governo grego comece a vender ativos estatais. As informações são da Dow Jones.