Tamanho do texto

Governo consegue 155 votos a favor das medidas de austeridade fiscal; mercados europeus e americanos sobem com a notícia

O Parlamento grego aprovou nesta quarta-feira o impopular plano de austeridade que pode evitar a quebra do país . Em meio a protestos violentos do lado de fora do Parlamento, no centro de Atenas, o governo conseguiu 155 votos a favor das medidas, ante 138 votos contrários ao pacote. Cinco parlamentares se abstiveram da votação e dois não compareceram. Os mercados reagem de modo positivo à notícia.

“Precisamos evitar que o colapso do país a todo o custo. Agora não é hora de recuar”, disse o primeiro ministro socialista grego, George Papandreou, antes do início da votação no Parlamento.

Enquanto os parlamentares diziam “sim” ou “não” ao pacote, a polícia usava gás lacrimogêneo para tentar conter os manifestantes. No segundo dia de greve geral no país, trabalhadores atiravam pedras e bombas incendiárias na direção dos policiais e gritavam contra as medidas propostas, que incluem cortes de gastos, aumentos de impostos e privatizações.

Após a aprovação do pacote, os protestos continuam a fazer da praça Syntagma – onde se localiza o Parlamento grego – um campo de batalha. O clima ainda continua muito tenso no local, com pilhas de lixo sendo incineradas, barricadas e confrontos com a polícia.

A aprovação do pacote de 28 bilhões de euros em cortes de gastos e novos impostos é uma condição imposta pela União Europeia (UE) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para a liberação da parcela de 12 bilhões de euros do programa de ajuda de 110 bilhões de euros do ano passado e para a aprovação de uma nova ajuda financeira. Sem esses recursos, a Grécia teria de declarar a moratória de suas dívidas .

Embora existissem dúvidas sobre a aprovação do pacote, investidores já trabalhavam com esse cenário e o otimismo dava o tom aos mercados antes do início da votação. As bolsas asiáticas fecharam em alta e os mercados na Europa e nos Estados Unidos também operam com valorização. 

Amanhã o governo enfrenta outro teste, quando o Parlamento irá votar sobre a legislação para a implementação de cada um dos artigos do plano de austeridade e sobre um plano de privatização de 50 bilhões de euros. Mas a aprovação do pacote nesta quarta-feira com uma margem maior que a esperada sugere que o governo conseguirá definir as novas leis sem maiores problemas.

(Com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.