Tamanho do texto

SÃO PAULO - A maioria das bolsas asiáticas fechou em queda nesta segunda-feira. A situação econômica internacional continuou no foco dos investidores.

A conta corrente do Japão foi deficitária em 172,8 bilhões de ienes (US$ 1,76 bilhão) em janeiro. Segundo as informações divulgadas pelo Ministério das Finanças do país, foi o primeiro déficit registrado nos últimos 13 anos.

Outro fator que teve impacto nos negócios da região foi a previsão de queda de 1% no índice de preço ao consumidor chinês no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do exercício passado.

No âmbito corporativo, o HSBC foi o grande destaque de queda, com suas ações recuando 24% em Hong Kong neste pregão.

O índice Nikkei 225 de Tóquio encerrou as operações em baixa de 1,21%, aos 7.086,03 pontos, no menor nível desde outubro de 1982. Em Xangai, o Shanghai Composite caiu 3,39%, fechando aos 2.118,75 pontos.

Na praça de Hong Kong, o Hang Seng cedeu 4,84%, aos 11.344,58 pontos. A exceção ficou com Seul - o Kospi avançou 1,58%, aos 1.071,73 pontos, devido ao comportamento de papéis do setor naval e de tecnologia.

(Vanessa Dezem | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.