Tamanho do texto

O governo reforçou o controle sobre as operações de crédito realizadas no País. O Conselho Monetário Nacional (CMN) ampliou ontem o conjunto de instituições do sistema financeiro que terá de repassar informações sobre todas as suas operações de crédito ao Sistema de Informações de Crédito (SCR) do Banco Central (BC).

Foram incluídas instituições como bancos de câmbio, corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários. As operações realizadas por empresas não-financeiras, dentro de um grupo financeiro, também terão de ser informadas.

Segundo o chefe do Departamento de Monitoramento do Sistema Financeiro do BC, Cornélio Pimentel, o objetivo é captar todas as operações que tenham característica de crédito. O SCR foi criado para melhorar a supervisão bancária e fornecer às instituições financeiras informações mais rápidas e seguras sobre a capacidade de endividamento dos clientes que autorizarem a consulta. O CMN também determinou que as instituições cumpram todas as exigências do Código de Defesa do Consumidor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.