Tamanho do texto

Volume investido pelo governo federal já soma R$ 9,6 bilhões entre janeiro e fevereiro deste ano

selo

Os investimentos do governo federal no primeiro bimestre de 2012 cresceram 2,5% em relação ao mesmo período de 2011, somando R$ 9,6 bilhões. Segundo os dados divulgados nesta quinta-feira pelo Tesouro Nacional, os gastos com investimento incluem o programa Minha Casa Minha Vida. O resultado do bimestre inverte a curva dos investimentos que, no mês de janeiro, havia apresentado uma queda de 1,8% na comparação com janeiro de 2011.

Leia também:
Brasil precisa reduzir impostos, afirma Dilma
Para Coutinho, País deve crescer agora via investimento

Assim como no ano passado, os desembolsos do Tesouro para o pagamento de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) registram um desempenho melhor do que o conjunto dos investimentos. Segundo o Tesouro, os investimentos do PAC subiram 19,1% no primeiro bimestre ante os dois primeiros meses de 2011. O Tesouro desembolsou R$ 4,1 bilhões para o pagamento do PAC este ano.

Receita

A receita cresceu 14,2% nos dois primeiros meses do ano em relação a igual período de 2011, somando R$ 180,2 bilhões. Já a receita líquida avançou 15,8%, na mesma comparação, para R$ 146,4 bilhões. As despesas registraram crescimento de 9,5% no bimestre, para R$ 120,1 bilhões.

Leia também: Governo cede R$ 35 bi em desonerações ao setor privado em 2012

O aumento na receita, de acordo com o Tesouro, se deu, principalmente, devido à arrecadação maior de impostos, contribuições e dividendos. Já o aumento da despesa é explicado pela alta de 12,9% nas despesas da Previdência Social e de 9,8% nas despesas de custeio e capital.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.