Tamanho do texto

O governo espanhol aumentará de imediato o fundo de garantia dos depósitos bancários, anunciaram fontes oficiais depois de uma reunião do presidente do governo, José Luis Rodríguez Zapatero, com dirigentes de bancos e caixas de poupança, mas não especificaram de que forma nem em que quantidade.

As contas bancárias na Espanha estão garantidas em até 20.000 euros por cliente.

Zapatero conversou hoje com os presidentes dos bancos Santander, BBVA, Banco Popular e das caixas de poupança La Caixa, Caja Madrid e Unicaja.

O governo espanhol, que defendia uma solução européia para a crise financeira mundial que afetou várias entidades européias nos últimos dias e criticava as soluções unilaterais decididas por Irlanda e Alemanha, avisou nesta segunda-feiras que por falta disso, adotará medidas para garantir os depósitos na Espanha dos poupadores.

A Alemanha, que se nega a ter que pagar pelos problemas dos bancos de outros países, impede que os europeus cheguem a um acordo a respeito.

Até o momento, o sistema bancário espanhol não foi afetado pela onda de quebras em instituições bancárias nos Estados Unidos, Reino Unido, Benelux e Alemanha.

Zapatero e os dirigentes dos bancos destacaram hoje "a fortaleza e solvência do sistema financeiro espanhol" e "a política de rigor mantida pelo Banco de España nas últimas décadas", segundo o comunicado.

esb/app/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.