Tamanho do texto

SÃO PAULO - A economia japonesa deve ter expansão de 1,3% no ano fiscal que termina em março de 2009. A projeção é menor do que aquela inicialmente divulgada pelo governo do país para o período, de um crescimento de 2%, em razão da expectativa mais fraca para o investimento em bens de capital pelo setor corporativo.

Além disso, a administração japonesa espera que o encarecimento das matérias-primas e dos alimentos afete tanto as empresas como os consumidores. A economia japonesa deve sentir ainda o impacto da desaceleração da atividade nos Estados Unidos e a força do iene.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.