Tamanho do texto

A crise financeira global já começa a fazer estragos no cronograma de algumas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Temendo que a escassez de crédito pudesse afetar o interesse dos investidores, o governo decidiu adiar os leilões de concessão à iniciativa privada do trecho sul da ferrovia Norte-Sul (de Palmas-TO a Estrela dOeste-SP) e da ferrovia Leste-Oeste (que ligará Ilhéus-BA a Figueirópolis-TO).

Segundo José Francisco das Neves, presidente da estatal Valec, encarregada das obras das ferrovias, a decisão de adiar os leilões dos primeiros meses deste ano para o segundo semestre partiu da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Na avaliação de Neves, foi uma decisão correta e prudente. "Tomamos essa decisão em função da crise. O governo resolveu esperar um pouco mais para pegar o momento mais oportuno."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.