Tamanho do texto

O Google está sendo processado por fotógrafos, ilustradores e outros artistas visuais que acusam a empresa de violar seus direitos ao copiar e exibir seus trabalhos sem compensação. A American Society of Media Photographers e outros excluídos de um acordo pendente do segmento sobre digitalização de livros entraram com processo ontem, segundo o escritório que representa os queixantes, o Mishcon de Reya New York LLP.

O Google está sendo processado por fotógrafos, ilustradores e outros artistas visuais que acusam a empresa de violar seus direitos ao copiar e exibir seus trabalhos sem compensação. A American Society of Media Photographers e outros excluídos de um acordo pendente do segmento sobre digitalização de livros entraram com processo ontem, segundo o escritório que representa os queixantes, o Mishcon de Reya New York LLP. De acordo com o escritório, a queixa tentará status de processo de classe em nome de diversos artistas e foi aberta em um tribunal do distrito de Nova York. O acordo pendente vem de um processo de 2005 do Authors Guild e outros publishers que acusam a empresa de violar direitos autorais ou copiar milhões de livros de bibliotecas para o formato digital. Pelos termos propostos, o Google pagaria US$ 125 milhões para criar um registro de direito de livros. <i>As informações são de O Estado de S. Paulo</i>
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.