Tamanho do texto

Empresa envia documento para órgão regulador do mercado americano, mas ainda não detalha número de títulos e data de emissão

A General Motors (GM) apresentou nesta segunda-feira para o órgão regulador da bolsa americana (SEC, na sigla em inglês) o folheto preliminar para voltar ao mercado nas próximas semanas. A empresa, no entanto, não detalhou aspectos como o preço das ações, o número de títulos que colocará à venda ou a data de emissão.

GM assinalou que após sua saída da bolsa, o total de títulos em circulação é de 500 milhões de ações. No folheto, a GM explica que nos seis primeiros meses de 2010 a receita líquida da empresa foi de US$ 2,8 bilhões e que o crescimento das vendas em mercados emergentes "cria um potencial de crescimento para o setor global do automóvel".

"Atualmente somos o segundo maior fabricante de automóveis do mundo sobre a base do volume de vendas de veículos e estamos em posição de nos beneficiar do futuro crescimento que resultará a recuperação econômica em mercados desenvolvidos e do crescimento contínuo nos mercados emergentes" explica GM.

A empresa destacou que entre "os mercados dos Brics" (Brasil, Índia e China) estão os três principais e que os novos veículos em produção tiveram preços de transação maiores do que os veículos que substituirão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.