Tamanho do texto

Prazo para a empresa formalizar proposta no leilão acaba nesta quarta-feira, às 17h

O presidente da GDF Suez para América Latina, Jan Flachet, disse ontem à noite, durante abertura do Fórum Econômico Mundial na América Latina, que a empresa ainda está avaliando se irá participar do leilão da usina de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará.

O prazo para que a empresa formalize proposta de sociedade ao sistema Eletrobras no leilão do projeto acaba nesta quarta-feira, às 17 horas, mas Flachet disse que ainda não há uma decisão sobre o assunto. Ele reconheceu, no entanto, que sem essa parceria uma participação da Suez no leilão fica mais difícil. "Somos investidores prudentes e temos que tomar uma boa decisão", respondeu, questionando se o prazo será mesmo encerrado hoje.

O presidente da Suez garantiu, no entanto, que a decisão da empresa de participar ou não do leilão de Belo Monte não está tomada. "O caminho está aberto, mas não basta participar, é preciso ter um bom projeto para vencer o leilão, então estamos avaliando."

Segundo Flachet, a empresa está "pensando nos riscos envolvidos em todo o projeto". "Quando se trata de um canal é bem difícil, é preciso saber se é areia ou rocha, e não temos essas informações", explicou. Sem descartar ou confirmar a participação da Suez, Flachet frisou que é preciso ter cautela para tomar uma boa decisão, e acrescentou que o forte crescimento da economia brasileira deverá oferecer novas oportunidades de investimentos à frente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.