Tamanho do texto

O preço da gasolina vendida nas refinarias da Petrobrás está cerca de 34% mais elevado do que o negociado no mercado internacional de combustíveis, segundo estimativa do banco Credit Suisse, que considera valores colhidos em 10 de fevereiro. No caso do óleo diesel, a diferença seria de 41%.

Essa defasagem, que para a equipe de análise da instituição já é uma ameaça à inflação, reforça a expectativa por um corte nos preços dos derivados pela Petrobrás.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.