Tamanho do texto

Corte é reação à queda de receita publicitária, que encolheu cerca de 30% ao ano desde 2006

O grupo de imprensa Gannett, dono do USA Today e de mais de 80 jornais nos Estados Unidos, vai demitir 700 trabalhadores. O corte é uma reação à queda de publicidade dos veículos impressos.

Desde 2006, a receita anual do Gannett encolheu, em média, 30% ao ano, queda que traz uma perda anual de cerca de US$ 2 bilhões (cerca de R$ 3,18 bilhões) ao grupo.

O corte representa 2% da mão de obra do Gannett, que emprega 32,6 mil pessoas. As demissões ocorreram na divisão de veículos impressos do grupo, que emprega 22,4 mil trabalhadores.