Tamanho do texto

Por Rafael Nam HONG KONG (Reuters) -A bolsa de valores de Tóquio caiu mais de 2 por cento nesta quinta-feira e outros mercados asiáticos se mantiveram na defensiva, conforme a confiança na alta desta semana se provou passageira em meio à instabilidade da economia e do sistema financeiro globais.

Os preços do petróleo se recuperavam após duas sessões de fortes perdas, com o foco ainda voltado para a reunião da Opep nesta semana e a incerteza sobre se os produtores do grupo reduzirão novamente a oferta.

Os negócios desta quinta-feira refletiram uma tendência neste ano de declínios acentuados seguidos de pequenos ganhos repentinos que rapidamente minguam uma vez que os investidores permanecem atentos ao sombrio cenário econômico e às incertezas sobre as medidas para purificar o sistema bancário de dívidas podres.

"Os investidores estão um pouco céticos agora", disse Albert Hung, chefe de investimentos da Alleron Investment Management, na Austrália. "Eles estão se comportando com muita cautela...o que é prudente porque a economia ainda está muita fraca e ainda não há sinais claros de recuperação", acrescentou ele.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, recuou 2,4 por cento, após ter avançado quase 5 por cento no pregão anterior.

Por volta das 7h40 (horário de Brasília), o indicador MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão registrava queda de 0,42 por cento, reduzindo os ganhos de 5 por cento registrados nas duas sessões passadas.

Novos sinais da fraqueza econômica global continuam desgastando a confiança. Dados revisados nesta quinta-feira confirmaram que a economia japonesa apresentou nos últimos três meses do ano passado a maior contração desde a crise do petróleo de 1974.

As estimativas são igualmente desanimadoras. O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, afirmou ao jornal Daily Mail que a economia global está a caminho da pior recessão desde 1930 e a produção deve despencar entre 1 e 2 por cento neste ano.

Ceticismo sobre a capacidade dos governos para resolver as preocupações globais, e como os Estados Unidos recuperarão seu sistema bancário, vão permear a reunião entre os ministros das Finanças do G20 neste final de semana, na Inglaterra.

Perdas de dois dígitos nos mercado acionários no mês passado e a turbulência no sistema bancário persuadiram a maioria dos economistas de que a recessão global vai piorar e uma recuperação será lenta.

A bolsa de SYDNEY perdeu 0,27 por cento, enquanto TAIWAN retrocedeu 0,11 por cento e CINGAPURA se desvalorizou em 0,8 por cento.

O índice de XANGAI registrou declínio de 0,24 por cento.

Na contramão, as ações em SEUL subiram 0,08 por cento e HONG KONG avançaram 0,59 por cento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.