Tamanho do texto

O plano de austeridade aprovado hoje prevê cerca de 28,4 bilhões de euros em novas medidas de receita e de cortes de gastos

selo

O gabinete da Grécia aprovou um duro plano de austeridade de cinco anos que havia prometido para seus credores internacionais. O novo plano vem em meio à crescente oposição da população, que tem realizado manifestações em Atenas, e ao inconstante apoio dentro do governista Partido Socialista.

O plano de austeridade aprovado hoje prevê cerca de 28,4 bilhões de euros em novas medidas de receita e de cortes de gastos que pretendem reduzir o déficit orçamentário grego a menos de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) do país até 2015, de 10,5% no ano passado.

As medidas serão apresentadas ainda hoje para o Parlamento grego em um projeto abrangente que deverá ser votado em 28 de junho. Uma legislação de implementação separada deverá ser apresentada em uma semana e ser votada em 8 de julho.

Em maio do ano passado, a Grécia evitou a inadimplência de sua dívida (default) com ajuda de um pacote de resgate de 110 bilhões de euros de seus parceiros da zona do euro e do Fundo Monetário Internacional (FMI) em troca de medidas de austeridade e reformas econômicas.

A Grécia precisa aprovar as medidas antes de receber a próxima parcela dos empréstimos, que está prevista para ser desembolsada no começo de julho. No entanto, diante de custos de empréstimo altamente proibitivos nos mercados internacionais, a Grécia está agora pedindo um novo programa de ajuda de cerca de 60 bilhões de euros para cobrir suas necessidades financeiras nos próximos dois anos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.