Tamanho do texto

Furnas Centrais Elétricas e a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) arremataram, respectivamente, o quinto e o sexto lotes do leilão de linhas de transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que acontece nesta sexta-feira na Bolsa do Rio. Furnas arrematou o quinto lote com um deságio de 32,00% sobre a receita anual máxima permitida pela reguladora, de R$ 7,749 milhões.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237574158381&_c_=MiGComponente_C

O Lote E trata de uma linha de transmissão e 99 quilômetros ligando os municípios capixabas de Mascarenhas e Linhares, além de uma subestação na região. O empreendimento permitirá o escoamento de energia gerada por novas usinas térmicas previstas para serem instaladas no Espírito Santo. As obras devem estar concluídas em 24 meses, e deverão gerar 300 empregos.

Já a subestação de Camaçari (BA), leiloada no sexto lote do Leilão de Linhas de Transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no Rio, será construída pela Chesf, vencedora do lote F, com um deságio de 31%, ante uma receita anual máxima permitida de R$ 10,11 milhões. A Chesf é subsidiária da Eletrobrás.

A previsão é de que a obra esteja concluída em 22 meses e sejam gerados 400 empregos. A subestação possibilitará o escoamento de elevado montante de geração de energia que vai ser implementado no Pólo Petroquímico de Camaçari.

Sétimo lote

O sétimo lote do leilão de linhas de transmissão da Aneel foi arrematado pelo Consórcio MGE, com um deságio de 28,02% sobre a receita anual máxima permitida pela reguladora, de R$ 31,966 milhões. O Consórcio MGE Transmissão de Energia é composto por J. Malucelli Construtora (20%), Furnas Centrais Elétricas (49%) e Engevix (31%).

O Lote G corresponde a duas linhas de transmissão no total de 258 quilômetros ligando Minas Gerais ao Espírito Santo, além da subestação de Viana 2, que tem como objetivo aumentar a confiabilidade no fornecimento de energia elétrica que atende o Estado do Espírito Santo.

Eletronorte

O oitavo e último lote do leilão de linhas de transmissão da Aneel foi arrematado pela Eletronorte, com um deságio de 0,01% sobre a receita anual máxima permitida pela agência reguladora, de R$ 3,454 milhões. O Lote H refere-se a uma linha de transmissão de 30 quilômetros no Amazonas, que promoverá a interligação do Linhão Tucuruí-Macapá-Manaus, integrando esta região metropolitana com o Sistema Interligado Nacional para a otimização do uso de recursos energéticos com a redução da geração térmica a óleo, que será substituída pelo gás vindo de Urucu.

Leia mais sobre: Aneel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.