Tamanho do texto

Ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI) será somada aos 30 bilhões a serem disponibilizados pelos países da zona do euro

O Fundo Monetário Internacional (FMI) acrescentará 10 bilhões de euros (cerca de R$ 24 bilhões) ao mecanismo de empréstimo para ajudar a Grécia a sair da crise financeira em que se encontra, informaram neste domingo à Agência Efe fontes oficiais do Ministério das Finanças grego.

Os países da zona do euro disponibilizarão também empréstimos no valor de 30 bilhões de euros, a uma taxa de cerca de 5%. As fontes do Ministério das Finanças grego, que pediram anonimato, indicaram que o crédito teria uma taxa de 2,84%, caso a Grécia decida usá-lo.

Além disso, a imprensa grega indicou neste domingo que outros 40 bilhões de euros (R$ 97 bilhões) em créditos estariam à disposição da Grécia para 2011 e 2012. Os membros da zona do euro aprovaram um mandato para a Comissão Europeia para que realize, a partir de amanhã, negociações com o FMI. O objetivo é estabelecer um programa conjunto com a Grécia que cubra intervenções necessárias além de 2010 e fixe as condições de reembolso.

O mecanismo de empréstimo à Grécia foi estipulado pelos 16 países que integram a zona do euro no dia 25 de março deste ano. Neste plano foram estabelecidas as condições para a concessão do primeiro empréstimo à Grécia, a fim de ajudar o país a sair da crise financeira, assim como tranquilizar os mercados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.