Tamanho do texto

Governos asiáticos devem agir rapidamente para retirar os gastos do período da crise

selo

Os governos asiáticos deveriam agir rapidamente para retirar os gastos do período da crise, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI), neste sábado, com foco na inflação crescente na região. "O principal desafio político para a região continua sendo gerenciar a saída da política dos estímulos, agora que a recuperação está a caminho", disse Anoop Singh, principal oficial do FMI para a Ásia.

Ele alertou sobre "os sinais emergentes de pressão inflacionária". "As políticas monetária e fiscal estão ainda acomodatícias, no geral, mas a região pode claramente acelerar o ritmo", disse à margem da reunião do FMI. "O Japão, que continua a lutar com uma recuperação anêmica, é uma exceção", acrescentou ele.

Segundo o FMI, as economias asiáticas terão expansão média de 7,9% neste ano, antes de apresentarem desaceleração para 6,7% em 2011, com a retirada das medidas para combater a crise financeira mundial. A economia do Japão deve se expandir apenas 2,8% em 2010 antes de se desacelerar para 1,5% em 2011. As informações são da "Dow Jones".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.