Tamanho do texto

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, alertou nesta segunda-feira, em Madri, para as possibilidades de uma recessão global.

"O crescimento das economias dos países emergentes, entre eles a China, não compensará a recessão nos países desenvolvidos", afirmou Strauss-Kahn em uma conferência sobre a Espanha e as instituições financeiras internacionais, organizada pelo Banco da Espanha.

O diretor-gerente defendeu a adoção de pacotes de incentivos fiscais equivalentes a 2% do PIB.

Strauss-Kahn também advertiu que não haverá uma reativação econômia antes do final de 2009 ou início de 2010.

"As perspectivas econômicas globais continuam piorando. 2009 será um ano muito difícil", concluiu.

Leia mais sobre recessão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.