Tamanho do texto

Viena, 20 out (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) acredita que a Grécia, país da zona do euro mais afetado pela crise, poderá voltar em meados de 2012 aos mercados financeiros internacionais, devido ao sucesso inicial de suas medidas de consolidação fiscal.

Viena, 20 out (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) acredita que a Grécia, país da zona do euro mais afetado pela crise, poderá voltar em meados de 2012 aos mercados financeiros internacionais, devido ao sucesso inicial de suas medidas de consolidação fiscal. "A consolidação está a caminho. O programa aplicado pela Grécia teve um início muito forte, embora siga havendo risco", disse em Viena à imprensa o diretor do programa europeu do FMI, Ajai Chopra. "O programa da Grécia e suas políticas estão em ótimo caminho, e de fato, os diferenciais da dívida caíram bastante nas ultimas semanas", afirmou. "Continuamos acreditando que a Grécia poderá voltar aos mercados (internacionais) nos próximos 12 a 18 meses", concluiu o responsável Chopra. O economista explicou que o custo de uma possível reestruturação da dívida soberana grega, como propuseram alguns especialistas, "seria muito mais elevado que os possíveis benefícios". "Uma reestruturação da dívida não afetaria o déficit primário, ou seja, a diferença entre as despesas e a receita (do Estado), nem geraria crescimento, já que só as reformas estruturais podem fazê-lo", disse Chopra, que apresentou um relatório do FMI com perspectivas econômicas para a Europa. EFE jk/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.