Tamanho do texto

SÃO PAULO - A PRO TESTE, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, alerta os pais para que fiquem alertas com os brinquedos dos filhos. A Mattel Inc., indústria norte-americana de brinquedos, está promovendo a retirada do mercado do conjunto Panelas e potes, da linha Aprender e Brincar, da marca Fisher-Price. Segundo nota divulgada pela empresa, o brinquedo oferece risco de asfixia à crianças pequenas (de 6 a 36 meses) causado por pequenas bolinhas presentes no produto.

A PRO TESTE orienta os pais para que atendam o quanto antes ao chamado da empresa para a troca. O recall envolverá 41 mil unidades do brinquedo, vendidas em diversos países. A empresa afirma que no Brasil, o número de peças que podem apresentar problemas é de aproximadamente 3.500.

A Mattel disponibilizou o telefone 0800 770-207 (ligação gratuita, entre 8h e 20h, de segunda à sexta, e das 9h às 15h aos sábados e domingos) para prestar mais esclarecimentos aos consumidores sobre os detalhes do recall, identificação do produto e procedimentos para eventual troca ou reembolso.

Para checar a existência do problema, segundo a empresa, o consumidor deve verificar se a panela azul, que tem as bolinhas coloridas no fundo, possui seis parafusos de fixação.

Se estiver faltando algum parafuso, ele deve retirar o produto do alcance das crianças e entrar em contato Mattel para ter direito troca ou reembolso.

A empresa afirma que fará o ressarcimento em até 30 dias. As peças enviadas que não fizerem parte desse recall serão devolvidas em um prazo máximo de 30 dias. A Mattel informa ainda que nenhum produto deverá ser devolvido em lojas.

A associação avalia que para o recall ser efetivo a empresa precisa comunicar o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor  (DPDC), do Ministério da Justiça, os Procons em cada Estado, e o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial  (Inmetro) para garantir a retirada dos produtos do mercado. Além disso é necessário publicar anúncios em revistas e jornais, e informes em rede nacional de TV como exige o Código de Defesa do Consumidor.

Leia mais sobre: Mattel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.