Tamanho do texto

As constantes pressões do chefe para que deixasse de lado a filha e priorizasse o trabalho fez com que a paulista Vanessa Oliveira decidisse empreender; em cinco anos a Midia Pane já conta com 200 unidades no Brasil

Com investimento de R$ 1.200,00, no início os sócios trabalhavam em média 14 horas por dia
Divulgação
Com investimento de R$ 1.200,00, no início os sócios trabalhavam em média 14 horas por dia

Em meio ao dilema de priorizar a vida profissional ou a maternidade, Vanessa Oliveira decidiu deixar o cargo em uma empresa de comunicação e decidiu empreender. Foi durante um  encontro com amigas em uma padaria que surgiu a ideia de criar um modelo de negócios inédito até então: veicular conteúdo publicitário em sacos de pão. A percepção de que o espaço em branco, ignorado pelos anunciantes, poderia chamar a atenção dos consumidores e gerar bons retornos se transformou na Mídia Pane, lançada em 2010.

“A ideia do saco de pão foi bastante impetuosa. Tivemos a ideia em um dia, fizemos um brainstorm para escolher o nome e, na semana seguinte, estava criando todos os materiais gráficos e desenhando o projeto”, conta Vanessa. Antes mesmo do negócio sair do papel, contudo, as amigas dessistiram da sociedade e a empreendedora se viu diante da missão de seguir em frente sem este apoio. Foi então que o irmão de Vanessa, Henrique de Oliveira, decidiu tornar-se sócio do negócio.

Leia também: MEI: medida contra inadimplência não funciona e mais da metade não paga imposto

Com investimento de R$ 1.200,00 em papelaria, no início a dupla trabalhava em média 14 horas por dia. Além de criar o site e as embalagens, formatar o material e desenvolver fornecedores, eles precisavam sair para vender o produto – mesmo sem ter qualquer tipo de experiência prévia com vendas.

“Ficávamos a madrugada fazendo a arte da empresa a ser visitada e a colagem nas embalagens em branco. Preparávamos uma cesta com café da manhã com os sacos de pão personalizados e caímos na graça de alguns clientes que acabaram fechando contrato conosco. Em dois meses trocamos a sala do meu apartamento pelo nosso primeiro escritório. Essa foi a nossa primeira conquista”, conta Vanessa.

A opção para assegurar o crescimento e a conquista de novos anunciantes foi adotar o modelo de franchising
Divulgação
A opção para assegurar o crescimento e a conquista de novos anunciantes foi adotar o modelo de franchising

Expansão através de microfranquias

Original de São José dos Campos, a empresa conquistou novos mercados. Passado um ano do início das operação da empresa, a opção para assegurar o crescimento e a conquista de novos anunciantes foi adotar o modelo de franchising.

“Fizemos uma pesquisa por meio do site para saber se havia interessados em adquirir um modelo de negócio como o da Mídia Pane. Lembro-me até hoje: lançamos a ideia um dia antes do feriado de Carnaval. Já no primeiro dia, tivemos 60 cadastros. Passei o Carnaval inteiro atendendo. Ficamos mais um mês trabalhando madrugada afora para desenvolver o material para a franquia”, diz Vanessa.

O formato possibilitou expandir as atividades da empresa com mais rapidez e eficiência. O franqueado da Mídia Pane tem a missão de prospectar empresas para investir nos anúncios em sacos de pães. Assim que fecha contrato, ele envia a solicitação para a franqueadora, esta responsável pela arte e impressão dos anúncios. Depois de prontos, o franqueado distribui o material gratuitamente em padarias parceiras de sua região. “Cidades com até 100 mil habitantes são o nosso foco e o trabalho em municípios com esse perfil tem obtido bons resultados!”, comemora a empreendedora.

Leia também:  Teste: Você teria sucesso como empreendedor?

Segundo Vanessa, outro ponto que favorece o acelerado crescimento de mercado da Mídia Pane é o fato de que o dono do comércio também se beneficia do modelo de negócio, já que recebe os sacos com os anúncios de forma gratuita e, assim, economiza nos gastos mensais. “Temos cases de padarias que economizam até 80% por mês”.

Veja na galeria: eles saíram do zero para se tornar bilionários


Atualmente a Mídia Pane é uma rede de microfranquias com quase 200 unidades e presença nacional. A empresa conta com 12 mil padarias cadastradas em todo o país e, por mês, são produzidos em média 2.500 anúncios de segmentos como pet shops, salões de beleza, clinicas de estética, escolas, concessionárias, imobiliárias e construtoras, entre outros. Ao todo, são impressos 1,8 milhão de sacos por mês. “Existe um rodízio na distribuição das embalagens. Sempre consideramos o público-alvo que o anunciante busca para definirmos onde será feita a distribuição da campanha”, ressalta Vanessa.

Para se tornar franqueado da Mídia Pane é preciso investir R$ 16.500, não é preciso  ponto comercial e nem espaço para estoque. A média de faturamento mensal de cada unidade franqueada gira em torno de R$ 10 mil. Essa soma deve gerar um faturamento total de R$ 18 milhões em 2015 para a rede. Nada mal para uma mãe que só desejava provar para o chefe que é possível conciliar a carreira e a rotina familiar sem prejuízos pessoais ou profissionais.   

    Leia tudo sobre: empreendedorismo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.