Tamanho do texto

O chef Henrique Fogaça, que começou vendendo hambúrguer em uma Kombi, fala das dificuldades como empreendedor do setor de alimentação, da crescente gourmetização, da relação tensa com a equipe e dos planos para novos negócios

Henrique Fogaça já trabalhou em videolocadora, foi bancário, abandonou as faculdades de comércio exterior e de arquitetura para se dedicar ao que mais gosta: cozinhar. Jurado do reality show "MasterChef", da Band, o chef aproveita a fama crescente depois do programa para decolar com novas frentes de negócios, sempre ligados ao setor de alimentos.


O empresário começou na gastronomia como sócio de uma Kombi onde fazia e vendia sanduíches. O negócio naufragou meses depois. Mas foi o ponto de partida, conta Fogaça, para mergulhar no mundo da cozinha.

Leia também:

Henrique Fogaça, o galã do "MasterChef": "Tem louca que manda foto pelada"

Marky Ramone: “Se você busca sucesso, crie algo completamente novo”

Hoje ele é dono do restaurante Sal, dos bares Admirals Place e Cão Véio (todos em São Paulo), é sócio da feira gastronômica Mercado, tem linhas de cerveja e de pimenta e se prepara para lançar uma marca de moda, a No Class, inspirada em um cozinheiro completamente avesso ao glamour que se infiltrou na gastronomia.


    Leia tudo sobre: empreendedorismo