Tamanho do texto

Na Tchocolath, em São Paulo, são feitos 1.500 ovos por dia

Começa a época do pecado da gula para muita gente. Os ovos de Páscoa chegaram somente agora, logo após o carnaval, nas gôndolas dos supermercados e lojas, mas chocolaterias, como a Tchocolath, em São Paulo, já estão produzindo a guloseima desde o início do ano. 

A Páscoa, que neste ano será comemorada em 20 de abril, é a principal data do ano para as vendas do setor de chocolates , seguida pelo Natal, considerado uma mini-Páscoa. Para atender a demanda, a partir de setembro são contratados funcionários extras para dar conta da procura nas duas datas.

Sete funcionários participam da produção de ovos de Páscoa na Tchocolath
Reprodução
Sete funcionários participam da produção de ovos de Páscoa na Tchocolath

Leia também: Comércio eletrônico avança com rapidez

Na cozinha da Tchocolath, que fica no bairro do Itaim, na zona sul da cidade, desde janeiro sete funcionários trabalham de segunda a sexta, das 8h às 19h para produzir, em 80 dias, cerca de 150 mil ovos para a data, aproximadamente 1.500 por dia.

Nas últimas semanas, é criado mais um turno, até às 21h, e os funcionários começam a trabalhar também aos sábados e domingos.

Os trabalhadores produzem ovos de 76 gramas a 800 gramas de forma semi artesanal, em sete tamanhos.

Leia também: Tratamentos estéticos com chocolate

Primeiramente, são produzidos os ovos com validade mais longa, de até seis meses. Depois, os recheados, que duram menos, quatro meses. E, perto da data, é a vez dos trufados, que leva creme de leite em sua composição e vale por apenas um mês.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.