Tamanho do texto

Calor, exposição do corpo e clima de paquera elevam resultado da Depyl Action, primeira franquia de depilação do Brasil

A velha máxima de que o ano só começa depois do carnaval define o ritmo de muitos negócios no Brasil, mas definitivamente não retrata a realidade de Danyelle Van Straten, diretora-executiva e fundadora da Depyl Action.  

Dona da primeira franquia de depilação do País, a empresária aproveita as vésperas da maior festa do Brasil para melhorar significativamente os resultados. O faturamento da rede chega a crescer 40% graças ao calor, à maior exposição dos corpos e ao clima de paquera que marca o feriado. 

Danyelle Van Straten, fundadora da Depyl Action
Divulgação
Danyelle Van Straten, fundadora da Depyl Action

O aumento do movimento começa cerca de 10 dias antes, mas neste ano, Danyelle comenta que os clientes deixaram para aparecer na última hora. Com uma média mensal de 6 mil clientes, a rede recebe cerca de 2,5 mil pessoas a mais nessa época do ano.

“O carnaval sempre envolve muita praia, roupa curta, calor e também apelo sexual. Isso tudo faz aumentar muito o fluxo de clientes nas lojas”, explica a empresária. O gasto dos clientes também aumenta – o número médio de áreas depiladas passa de três para cinco por atendimento.

Para atender a toda essa demanda, as contratações começam em outubro. “Todas as depiladoras são treinadas na própria empresa, então não temos como encontrar mão de obra temporária nessa época do ano”, diz.

Atualmente, a rede conta com 80 lojas espalhadas pelas principais capitais – ainda faltam Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Palmas (TO) e Cuiabá (MT). No entanto, essas cidades, juntamente com a expansão em São Paulo, estão na mira de Danyelle neste ano.

Norte e Nordeste têm mais clientes homens

Dos R$ 70 milhões que faturou em 2013 – 21% mais que em 2012 –, cerca de 5% vieram de público masculino, que hoje conta com um espaço exclusivo dentro das lojas, o Depyl Man. “Todas as novas lojas já abrem com esse diferencial”, explica Danyelle. A medida não podia ser mais estratégica: quatro anos atrás, esse público representava apenas 1% da receita.

“Esse ano foi espetacular para a depilação masculina, a procura aumentou demais”, lembra a empresária que destaca que nas regiões Norte e Nordeste o faturamento com esse público é maior. “A gente acha que eles são conservadores, mas não são.”

Serviço

Aos interessados em abrir uma Depyl Action, a taxa de franquia custa R$ 60 mil e as obras para adequação do imóvel ficam, em média, R$ 300 mil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.