Tamanho do texto

Cerca de 250 mil pessoas físicas se inscreveram no parcelamento, mas 53% não entraram na Receita para fazer a consolidação

A Receita Federal deve dar novo prazo para que cerca de 137 mil pessoas físicas, inscritas no Refis da Crise, possam consolidar débitos tributários no programa. São contribuintes que perderam o prazo, terminado em maio, para indicar tributos e números de parcelas para pagar, no máximo em 180 vezes.

O sub-secretário da Receita, Roberto Occaso, explicou que cerca de 250 mil pessoas físicas se inscreveram no parcelamento aprovado pelo Congresso, destinado a aliviar empresas e pessoas que tiveram dificuldades durante a crise mundial iniciada ao fim de 2008. Do universo total de contribuintes pessoas físicas, que devem cerca de R$ 8,7 bilhões em impostos vencidos até novembro de 2009, cerca de 53% não entraram no site da Receita Federal na internet para fazer a consolidação.

"A gente imagina que perderam o prazo por falta de informação", disse Occaso. "Não queremos que fiquem de fora", continuou. Isso porque a maior parte desses contribuintes está pagando, em dia, parcelas mínimas exigidas pelo programa. Por isso, o Fisco deve definir, até a próxima semana, quando será fixado o novo prazo para esses contribuintes que ficaram de fora da consolidação do Refis da Crise.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.