Tamanho do texto

Documentos sem fundo somaram 2% do total no mês, ante 1,86% registrados em maio de 2010

O número de cheques devolvidos em maio aumentou em relação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento da Serasa. Os documentos sem fundo somaram 2%, contra 1,86% de maio de 2010. Contra abril deste ano, o índice de maio ficou estável. Já no acumulados de janeiro a maio deste ano foram devolvidos 1,93% de cheques, contra 1,90% de igual intervalo de 2010.

Para os economistas da Serasa Experian, o patamar da inadimplência está elevado. "A maior utilização dos cheques pré-datados, para driblar taxas de juros mais altas, e as devoluções decorrentes das compras no Dia das Mães, contribuíram para a manutenção do indicador", afirmaram.

Os economistas apontaram ainda como fatores o maior endividamento do consumidor e as elevadas taxas de juros. "Em termos de perspectiva, a inadimplência com cheques deve apresentar leves oscilações, para cima ou para baixo, em relação ao patamar atual, permanecendo numa referência elevada", afirmaram.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.