Tamanho do texto

Levantamento do Procon-SP foi realizado em todo estado; órgão alerta para necessidade de pesquisa de preço para evitar

O Procon estadual de São Paulo realizou pesquisa comparativa de preços com produtos que compõem a ceia de natal e constatou que o valor pago por um mesmo produto, de uma mesma marca, pode variar muito entre os estabelecimentos. Em São Paulo, a maior diferença encontrada foi de 180,89% na Farofa de Carne Seca, cujo preço variou de R$ 1,57 a R$ 4,41.

Na capital paulista, a coleta foi realizada nos dias 1 e 2 de dezembro, com 194 itens de diferentes marcas: azeites, bombons, carnes congeladas, cereal e farofas prontas, conservas, frutas em calda e panetones. O objetivo do levantamento, diz o Procon-SP, é oferecer uma referência de preços ao consumidor. Você encontra a lista completa de preços no site do Procon-SP .

Veja quais foram os produtos pesquisados:


No interior, a maior diferença encontrada foi de 122,91%, em São José do Rio Preto, na Farofa Pronta Suave, 250 gramas, da Yoki. O preço variou entre R$ 1,79 e R$ 3,99.

Ao todo, foram visitados cem supermercados da capital e nos municípios dos oito Núcleos Regionais do Procon-SP: Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

O Procon-SP orienta que o consumidor, antes de comprar, faça uma lista dos itens necessários e, além do preço, verifique as formas de pagamento, promoções e descontos e o prazo de validade dos produtos. Em resumo, a velha e boa pesquisa é a mais indicada para evitar prejuízos.

A recomendação do órgão é que o consumidor observem as informações que constam da embalagem (data de validade; lote; identificação do produtor/fornecedor; peso; medida; ingredientes; características nutricionais. 

Uma dica importante é que "ao passar os produtos pelo caixa, se houver diferença entre o preço registrado e o que estava informado na gôndola, prevalece o menor", ensina o órgão de defesa do consumidor.