Tamanho do texto

Estudo divulgado com exclusividade ao iG apontou que 72% evitarão estourar o orçamento durante os jogos do Mundial

Apesar de a Copa do Mundo acontecer no Brasil, grande parte dos brasileiros não está disposta a esvaziar a carteira durante o evento, apontou uma pesquisa divulgada com exclusividade ao iG pelo site GuiaBolso.com, especializado em controle financeiro pessoal.

Brasileiras animadas para o amistoso contra a Sérvia
Djalma Vassão/Gazeta Press
Brasileiras animadas para o amistoso contra a Sérvia

O estudo feito com 650 usuários entre os dias 29 de maio e 4 de junho, com renda mensal em torno de R$ 6 mil, mostrou que 72% as pessoas não pretendem gastar mais do que o usual durante os jogos, enquanto 28% acreditam que suas despesas vão aumentar.

Leia mais:  A poucos dias da Copa, lojas fazem saldão de produtos do Fuleco

Para justificar o controle de gastos na Copa, 65% explicaram que não têm planos de fazer algo especial ou diferente no período, ao passo que 21% alegaram não apoiar Copa e 14% relataram não ter espaço no orçamento para isso.

Para o sócio do GuiaBolso.com, Thiago Alvarez, se feitos de forma planejada e consciente, os gastos adicionais com a Copa podem valer a pena, já que há poucas oportunidades do tipo. "As pessoas devem considerar que gastar com celebrações em torno da Copa pode trazer lembranças para toda a vida", considera.

Entre os brasileiros que pretendem gastar mais na temporada, 43% acreditam que gastarão até R$ 300, enquanto 21% vão desembolsar até R$1 mil, 18% até R$ 700, 8% até R$ 2mil e 10% acima de R$ 2 mil.

Perguntadas sobre quais itens serão os responsáveis pelo aumento dos gastos, os entrevistados citaram os que estão diretamente ligados às comemorações em casa ou fora dela: 67% vão gastar mais com bares e restaurantes, seguidos de 58% com bebidas e comidas.

Gastos na Copa

O brasileiro vai desembolsar mais com os seguintes itens:

Gerando gráfico...
GuiaBolso.com

Curiosamente, 14% dos consultados que gastarão mais vão investir em viagens para fugir da Copa do Mundo no Brasil. Só uma minoria (15%) irá gastar de fato com a ida aos estádios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.