Tamanho do texto

Pelas regras do "Crédito sem Pausa", parcela mensal que deixou de ser quitada ficará no saldo restante da dívida e haverá o acréscimo de um mês no prazo da operação

Agência Estado

Programa "Crédito com Pausa" só vale para quem estiver em dia com pagamentos
Divulgação
Programa "Crédito com Pausa" só vale para quem estiver em dia com pagamentos

A Caixa Econômica Federal lançará na segunda-feira (17) a campanha "Crédito com Pausa". Em toda operação de crédito que tiver o selo "Tem Pausa", o cliente poderá solicitar à Caixa pular o pagamento de uma prestação mensal, retomando os pagamentos no mês seguinte, sem que isso gere multas ou encargos adicionais. Segundo a instituição, a prestação mensal que deixou de ser paga ficará no saldo remanescente da dívida e haverá o acréscimo de um mês no prazo da operação.

A Caixa esclarece que, para aderir ao "Crédito com Pausa", o cliente deve estar em dia com os pagamentos e ter pago pelo menos três prestações consecutivas, no caso das operações comerciais, e no mínimo 11 prestações, no caso dos contratos habitacionais. Feito o primeiro pedido de pausa, os demais só poderão ser solicitados pelo cliente a cada 11 parcelas pagas, ou seja, o pedido só pode ser feito uma vez por ano. Segundo a Caixa, o objetivo da campanha é "facilitar a reorganização financeira de famílias e empresas com eventuais e momentâneas dificuldades financeiras".

O "Crédito com Pausa" engloba produtos como crédito pessoal, CDC, capital de giro, financiamento de veículos e crédito habitacional. O presidente do banco, Jorge Hereda, comentou, por meio de nota à imprensa, que o "Crédito com Pausa" é um "respiro, um fôlego que, em momentos de imprevistos, pode ser um enorme diferencial para equilibrar o orçamento familiar ou da empresa".

A instituição esclarece ainda que novos clientes do banco que iniciarem uma operação de crédito poderão utilizar a pausa após quatro meses do início do seu relacionamento. A campanha terá duração de 24 meses e os clientes interessados poderão procurar a Caixa a partir de segunda-feira.