Tamanho do texto

Número de consumidores inadimplentes no País aumentou 1,8% em maio na comparação com abril, informou administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito

O número de consumidores inadimplentes em todo o País aumentou 1,8% em maio na comparação com abril, descontados os efeitos sazonais, e 7,8% sobre maio do ano passado, antecipou à Agência Estado a Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). No acumulado dos cinco primeiros meses do ano ante o mesmo período de 2011, a alta atingiu 12%.

No acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento foi de 18,4%. Com base nesses resultados, a Boa Vista estima que o total dos registros de inadimplentes em 2012 fique 7% acima do verificado em 2011. O valor médio das dívidas em maio foi de R$ 1.219, um crescimento de 1,5% em relação a maio de 2011, descontada a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

TambémFamílias estão mais endividadas, mas continuam otimistas, diz o Ipea

O indicador contempla a inadimplência em bancos, financeiras, prestadores de serviço e varejo. Se considerado apenas o varejo, os dados de maio mostram que a inadimplência teve ainda mais força. Neste setor, houve alta de 10,1% no número de registros ante abril e 9,6% ante maio de 2011. No acumulado dos cinco primeiros meses de 2012, o crescimento chegou a 11,1% e, no acumulado em 12 meses, a alta atingiu 22,3%.

Destaque para a Região Sudeste, onde a inadimplência no varejo avançou 13,4% sobre abril e 16,3% sobre maio de 2011, atingindo 26,9% em 12 meses. De acordo com a empresa, o crescimento da inadimplência é reflexo do aumento da concessão de crédito para pessoa física no início deste ano. Mas a Boa Vista vê uma desaceleração no número de registros.

Veja aindaProcura por crédito em maio sobe 14%, diz Serasa Experian

"Apesar deste crescimento, espera-se que as melhorias nas condições do crédito na economia, influenciadas pela queda da taxa básica de juros e spreads bancários, e o aumento da população ocupada ao longo dos últimos 12 meses persista, fazendo com que o crescimento do número de inadimplentes continue desacelerando ao longo de 2012", afirma a empresa, em nota.

O indicador que mede o total de exclusões dos registros da base de dados do SCPC recuou 1,7% na comparação com abril, mas apresentou alta de 14,3% ante maio do ano passado. Sobre esse indicador, a Boa Vista prevê para o final de 2012 uma variação de 14% sobre o ano passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.