Tamanho do texto

Veja essas e outras respostas dos consultores da IOB Sage respondem às perguntas dos internautas sobre o IR 2015

Para ajudar os internautas a fazer a declaração do Imposto de Renda 2015, ano-base 2014 corretamente, sem cair na malha fina, o  iG  criou um serviço de respostas às dúvidas sobre o IR. Toda a cobertura pode ser conferida na home Imposto de Renda .

Basta enviar um e-mail com as perguntas para impostoderenda@ig.com.br. Os consultores da IOB Sage escolherão as principais dúvidas dos internautas, que publicaremos no canal de Economia do iG, às terças e quintas-feiras. 

Está com dúvida sobre como preencher a declaração do Imposto de Renda, ou sobre o que tipo de despesas e informações declarar? Envie suas dúvidas e confira respostas abaixo.

Leia mais:

Entenda: tipos de declarações e despesas dedutíveis

Contribuinte que deixa de pagar Imposto de Renda pode ter nome incluído no SPC

Como deduzir gastos com empregada doméstica no Imposto de Renda

Quando é melhor fazer a declaração em conjunto e individual

Gastos com instrução em intercâmbio podem ser deduzidos do Imposto de Renda?

Posso deduzir aula de inglês no IR? Veja respostas a essa e outras dúvidas

Veja como fica a nova tabela do IR 2015

Como declarar rendimento com aluguel?

Deixar de declarar investimentos em bolsa gera multa

Como declarar bens no exterior 

Veja como filho deve declarar herança no Imposto de Renda

Quando um aposentado é isento de fazer a declaração

Quando um menor de idade precisa fazer a declaração

Quem é obrigado a fornecer informe de rendimentos

Sócio de PJ é obrigado a declarar IR

Como declarar CLT e recibo de pré-labore

É preciso declarar a previdência privada

Declare imóvel comprado na planta

Pode deduzir plano médico de companheiro?

Como declarar MEI e estágio

Como declarar dois tipos de aposentadorias

Papo na Redação: menos de 25% dos contribuintes fizeram declaração; veja dicas

Veja as respostas para dúvidas de leitores:

Podem ser deduzidas na base de cálculo do IRPF no preenchimento da Declaração de Ajuste Anual as despesas com aluguel, energia, água, gás, taxas, impostos, telefone, telefone celular e condomínio, quando a residência é utilizada para a atividade profissional?

Sim. Admite-se como dedução a quinta parte destas despesas quando não se possa comprovar quais delas são oriundas da atividade profissional exercida.

Não são dedutíveis os dispêndios com reparos, conservação e recuperação do imóvel quando este for de propriedade do contribuinte.

Aposentado com mais de 65 anos de idade que recebe mais de uma aposentadoria tem direito à isenção para cada uma delas?

Não, a parcela isenta na declaração está limitada mensalmente até o valor de R$ 1.787,77, independentemente de recebimento de uma ou mais aposentadorias, pensões e ou reforma.

Caso receba 13º salário relativo a aposentadorias, pensões e ou reforma de mais de uma fonte pagadora, a parcela isenta corresponde a R$ 1.787,77. Na Declaração de Ajuste Anual o valor que exceder o montante acima deve ser informado como rendimento tributável.

Se um aposentado, com mais de 65 anos, em 2014 recebeu aluguel de um imóvel, pode considerar na Declaração de Ajuste Anual a ser entregue em 2015 para este aluguel também um desconto de R$ 1.787,77?

Não. Essa isenção beneficia apenas os rendimentos oriundos de aposentadoria pagos pela Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, por qualquer pessoa jurídica de direito público interno, ou por entidade de previdência privada.

Nesse caso, o rendimento do aluguel, por não ter tal benefício, deverá ser inteiramente oferecido à tributação sem o desconto de R$ 1.787,77mensais.

O aposentado, pela Previdência Social ou privada, maior de 65 anos perde direito à isenção de idade por ser dependente de declarante titular?

Não. O fato de o pensionista ou aposentado ser incluído como dependente não modifica a natureza do rendimento, devendo, nesse caso, o declarante incluir os rendimentos recebidos a esse título até a soma dos limites de isenção mensal da tabela progressiva válida para o período de apuração, até R$ 1.787,77 por mês, de janeiro a dezembro de 2014, inclusive a parcela isenta do 13º salário, em rendimentos isentos e não tributáveis.

É importante observar que podem permanecer como dependentes os pais, os avós e os bisavós que tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até o limite de R$ 21.453,24 no ano de 2014.

Comissão paga ao corretor pela venda de imóvel pode ser deduzida na declaração de rendimentos do alienante?

O valor da comissão paga ao corretor, por ocasião da venda de imóvel, não pode ser deduzida na declaração do Imposto de Renda.

Entretanto, para a apuração do ganho de capital sobre a venda do bem, o valor da corretagem, quando suportado pelo alienante, é deduzido do valor da alienação e, quando se tratar de venda a prazo, com diferimento da tributação, a dedução se dará sobre o valor da parcela do preço recebida no mês do pagamento da referida corretagem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.