Tamanho do texto

iG divulga o passo a passo comentado por especialista; fique atento às respostas publicadas às segundas, quartas e sextas

O iG divulga vídeos curtos com as respostas às principais dúvidas dos contribuintes sobre a declaração do Imposto de Renda 2015.

Você pode acompanhar as respostas do vice-presidente do Conselho Consultivo do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo, Sebastião Luiz Gonçalves, no canal de Economia do portal, com publicações novas sempre às segundas, quartas e sexta-feiras, ou na home Imposto de Renda .

Veja dúvidas e respostas: Entenda: tipos de declarações e despesas dedutíveis

Receita aperta cerco a recibos médicos

Como declarar rendimento com aluguel?

Saiba como declarar MEI e estágio de filho

Deixar de declarar investimentos em bolsa gera multa

Veja como fica a nova tabela do IR 2015

Confira nesse espaço as principais dúvidas sobre o assunto. Nas respostas de hoje, conheça os limites de deduções de despesas com saúde.


Na segunda-feira (23), a Receita Federal divulgou que médicos, advogados, dentistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psicólogos e psicanalistas, terão de informar mensalmente o CPF dos clientes para os quais emitiram recibos, com os valores cobrados pelos serviços. Antes, esses profissionais informavam o total do faturamento obtido por mês, sem indicar o CPF dos clientes. 

A mudança entra em vigor apenas na declaração do IR 2016, ano-calendário 2015. Isso obriga que trabalhadores autônomos informem os CPFs de clientes ao longo deste ano de 2015.

O objetivo da Receita Federal é intensificar a fiscalização em recibos entre pessoas físicas – como despesas médicas ou pagamentos a trabalhadores autônomos – para evitar fraudes e perda de arrecadação. Balanço das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2014 mostrou que 937.939 declarações ficaram retidas em malha fiscal, popularmente chamada de "malha fina". Dentro desse grupo, despesas médicas conflitantes responderam por 20% das retenções, atrás apenas de omissão de rendimentos, presente em 52% das retenções.

Veja mudanças nas prestações de contas via Carnê-Leão: