Tamanho do texto

Antecipar despesas dedutíveis que teria no ano que vem, com educação e saúde, por exemplo, é uma alternativa

Quem quer pagar menos Imposto de Renda em 2015 (ano-base de 2014) pode aproveitar as últimas semanas do ano para se organizar. Antecipar despesas dedutíveis que teria no ano que vem, com educação e saúde, por exemplo, é uma alternativa para se beneficiar dos abatimentos na próxima declaração.

Veja como abater despesas do IR:


A dedução, no entanto, só é possível aos contribuintes que optam pelo modelo completo de declaração – o modelo simplificado desconsidera todas as despesas e permite deduzir 20% dos rendimentos tributáveis, que devem somar até R$ 15.880,89 no ano calendário 2014.

"Costumamos dizer que, se a soma dos seus gastos for de até R$ 15.197,00, o modelo simplificado é mais indicado. Mas isso varia conforme os rendimentos do contribuinte. O mais indicado é fazer o rascunho do Imposto de Renda, já que o próprio programa indica qual modelo é mais vantajoso", afirma Welinton Mota, diretor-executivo da Confirp Consultoria Contábil.

Plano de previdência privada é melhor alternativo para pagar menos IR

Segundo especialistas, a melhor opção para os contribuintes que querem pagar menos Imposto de Renda em 2015 é a contratação de um plano de previdência privada PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) ainda este ano.

O contribuinte pode abater os aportes feitos no PGBL sobre os rendimentos tributáveis, como salário e aluguel, no limite de 12%. Mas, para isso, ele também precisa contribuir com a Previdência Social (INSS). "Você faz uma poupança forçada para si mesmo e tem o incentivo da dedução do Imposto de Renda", diz Mota.

Se você teve rendimentos tributáveis de R$ 100 mil em 2014, mas investiu R$ 20 mil em um plano PGBL, poderá deduzir R$ 12 mil de imposto. O cálculo do IR será feito sobre o valor de R$ 88 mil.

Antecipe despesas com saúde e educação

Cirurgias, tratamentos médicos, sessões de terapia, fonoaudiologia e tratamento odontológico podem ser abatidos ilimitadamente de seus rendimentos tributáveis – para despesas médicas com dependentes, há um limite. Antecipar esses gastos implica em uma dedução maior no IR de 2015.

"Se você pode antecipar esse tipo de gasto, isso vale a pena. Essas despesas são abatidas da base de cálculo do Imposto de Renda", diz Mota.

O diretor-executivo da Confirp  afirma que inclusive cirurgias pláticas, corretivas ou não, entram nessa conta.

Antecipar mensalidades escolares também é uma opção, mas ela nem sempre vale a pena já que há um limite de dedução de R$ 3.375,83 para gastos próprios com instrução. "Se você já teve despesas altas com educação este ano ou paga valores altos e não terá um bom desconto, não é vantajoso", explica Sebastião Luiz Gonçalves, vice-presidente do Conselho Consultivo do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo.

Para despesas gerais com dependentes, o limite é de R$ 2.156,52.

Doações podem ser abatidas de imposto devido

Empresas e pessoas físicas podem doar parte do Imposto de Renda devido para o Fundo Estadual da Infância e Adolescência (FIA). O prazo para a doação vai até 30 de dezembro deste ano. Os cidadãos que quiserem fazer o abatimento podem destinar até 6% do imposto devido. Para as empresas o percentual é de 1%.

Assista: especialista dá dicas para quem caiu na malha fina