Tamanho do texto

Apenas 13% dos consultados por pesquisa do Zap em parceria com a Fipe fazem questão de adquirir um imóvel no momento

Intenção de compras para investir caiu de 48% para 34% no último trimestre
Thinkstock/Getty Images
Intenção de compras para investir caiu de 48% para 34% no último trimestre

O comportamento dos compradores de imóveis no Brasil mudou no último trimestre, influenciado pela queda de oito meses consecutivos nos preços, até julho.

Mais:  Imóvel de alto padrão encalha e vendedores admitem baixar preço

O número de pessoas que comprariam com o objetivo de investir caiu de 48%, no primeiro trimestre desse ano, para 34%, de abril a junho, segundo pesquisa do portal Zap em parceria com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

É a maior queda percentual desde o início de 2013, quando o estudo começou a ser feito. O estudo também revelou que apenas 13% dos consultados fazem questão de comprar um imóvel novo. Para 37%, a preferência de compra se dá por um apartamento usado, e para os outros 50%, não importa se o imóvel é novo ou usado.

Os compradores se mostraram divididos quanto à expectativa de valorização do metro quadrado dos imóveis no período de um ano: 41% ainda acham que o preço vai subir no curto prazo; 36% acreditam que vai se manter; e 23% consideram que os valores cairão.

Também:  10 dicas para valorizar seu imóvel

Considerando um período de 10 anos, mais da metade dos entrevistados (51%) acha que o preço do imóvel vai subir acima da inflação. Outros 19% pensam que subirá abaixo da inflação, enquanto para 31%, os imóveis valorizarão o mesmo que a inflação.

A pesquisa consultou 3.227 proprietários de imóveis e potenciais interessados em comprar, a maior parte nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e outros Estados acompanhados pela pesquisa mensal de preços do Índice FipeZap.

Construtoras fazem leilões de móveis de decorados em todo o Brasil: