Tamanho do texto

Valor do metro quadrado anunciado ficou abaixo da inflação em 2014, segundo Índice FipeZap

O Rio de Janeiro se mantém na liderança entre as cidades com o preço do metro quadrado mais alto
Thinkstock/Getty Images
O Rio de Janeiro se mantém na liderança entre as cidades com o preço do metro quadrado mais alto

O mercado imobiliário brasileiro dá sinais de ter interrompido a trajetória de alta de preços dos últimos anos. Segundo o Índice FipeZap, de janeiro a maio os imóveis encareceram 2,98%. A variação do preço médio das 16 cidades monitoradas é menor do que a inflação de 2014, levando-se em consideração a variação esperada para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em maio (que segundo o boletim Focus, do Banco Central, deve ser de 0,45%). Ou seja, houve queda real de preços porque a alta foi menor que a inflação.

Em São Paulo, maior mercado imobiliário do País, a alta de janeiro a maio foi de 3,59% (0,71% no mês passado). As maiores altas no ano foram apontadas em Fortaleza (5,20%) e Rio de Janeiro (4,74%).

A cidade do Rio do Janeiro também lidera a lista de preços mais altos do metro quadrado anunciado em maio: R$ 10,6 mil. Em seguida está Brasília (R$ 8,2 mil), seguida por São Paulo (R$ 8,1 mil), Niterói (R$ 7,4 mil) e Recife (R$ 5,8 mil). A média nacional é de R$ 7,5 mil. Entre as 16 cidades pesquisadas, a que apresentou no mês passado o metro quadrado mais em conta foi Vila Velha (ES), com R$ 3,9 mil.

O levantamento do FipeZap leva em consideração o preço de imóveis anunciados, tanto os novos quanto os usados. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.