Brasil Econômico

undefined
Agência Brasil
Abono do PIS retorna ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) caso não seja sacado pelo contribuinte

O prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep (ano-base 2014) termina na próxima quarta-feira (31). O valor não sacado até a data limite retornará para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e, assim sendo, não estará mais disponível para saque nas agências bancárias. Mais de um milhão de trabalhadores com direito ao benefício, que equivale a um salário mínimo (R$ 880), ainda não realizou o saque e corre o risco de perder o dinheiro.

LEIA MAIS: Veja se você pode sacar o abono do PIS

O coordenador geral de seguro-desemprego, abono salarial e identificação profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges, recomenda que as pessoas não deixem para o último dia. Ele lembra que esse prazo, que se encerra na próxima quarta-feira, já foi ampliado e não será prorrogado novamente. “Sugiro aos trabalhadores que verifiquem em sua carteira de trabalho se eles têm direito ao abono e, se tiverem dúvidas, procurarem os canais de comunicação sobre o abono salarial e se informarem Ministério do Trabalho e se informarem”, aconselha.

LEIA MAIS:  Veja a tabela do PIS e saiba quando trabalhadores recebem o abono salarial

Têm direito ao Abono Salarial do ano-base 2014 quem trabalhou por pelo menos 30 dias com carteira assinada e teve salário médio de até dois salários mínimos naquele ano. Além disso, era preciso estar inscrito no PIS/Pasep há no mínimo cinco anos e ter tido o nome informado pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). O saque pode ser feito em qualquer agência da Caixa (para o caso do PIS) ou do Banco do Brasil (no caso do Pasep). Servidores públicos que se aposentaram depois de 2014 e cargos comissionados em instituições públicas devem verificar se têm direito ao Abono Salarial.

Dúvidas

As informações sobre o direito ao saque também podem ser obtidas pela Central de Atendimento Alô Trabalho — 158; pelo 0800-7260207, da Caixa; e pelo 0800-7290001, do BB.

LEIA MAIS: Sem caixa, Correios vão precisar de financiamento para pagar salários

Antes de sacar o PIS, o trabalhador deverá verificar se o benefício não foi depositado diretamente na conta. Caso contrário, pode usar o Cartão do Cidadão e senha cadastrada nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em uma casa lotérica.

Se o trabalhador não tiver o Cartão do Cidadão, o beneficiado pode receber o abono em qualquer agência da Caixa Econômica Federal mediante apresentação de um documento de identificação.

Já os participantes do Pasep, após verificar se houve depósito na conta, devem procurar uma agência e apresentar um documento de identificação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários