Tamanho do texto

Percentual de entrevistados com contas em atraso atinge 21,3%

Cartão de crédito é o principal causador do endividamento familiar, segundo CNC
Marcos Santos/ USP IMAGENS
Cartão de crédito é o principal causador do endividamento familiar, segundo CNC

Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra que em junho o percentual de famílias endividadas registrou queda pela primeira vez em quatro meses, caindo também na comparação anual. O percentual alcançou 62% – recuo em relação aos 62,4% registrados no mês de maio e ante os 62,5% verificados no mesmo período do ano passado.

O levantamento, denominado Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), abrangeu 18 mil consumidores em todas as capitais do País.

Guia: Tem dívidas? Veja o que pagar primeiro

Segundo a pesquisa, apesar da queda do percentual de famílias endividadas, que realizam o pagamento de seus débitos em dia, houve aumento no percentual de famílias com contas ou dívidas em atraso e entre aquelas que relataram não ter condições de pagar suas contas atrasadas.

A proporção de famílias com dívidas ou contas em atraso alcançou 21,3%. Em maio, esse percentual era 21,1% e, em junho de 2014, 19,8%. O percentual das famílias que permaneceram inadimplentes atingiu 7,9% em junho. Em maio, esse percentual era 7,4% e, em junho do ano passado, 6,6%.

A proporção de famílias brasileiras que se declararam muito endividadas manteve-se estável entre os meses de maio e junho – 12,5% do total –, mas registrou aumento em relação ao patamar observado em junho de 2014, de 11,9%.

O cartão de crédito é o principal motivo de débito para 77,2% das famílias endividadas, seguido por carnês (16,3%) e, em terceiro, por financiamento de carro (13,4%).

Veja o que Eike Batista teve de vender para pagar suas dívidas



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.