Tamanho do texto

Capital cearense também liderou o ranking nacional de menor porcentual de renda comprometida com as dívidas

Fortaleza, capital do Ceará, apresentou em 2013 a menor dívida por família - R$ 711 - entre todas as capitais do País, que tiveram média de R$ 1.840, terceira alta consecutiva, revelou a pesquisa Radiografia do Endividamento das Famílias Brasileiras, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Dívida por família na capital cearense foi de R$ 711 em 2013
Getty Images
Dívida por família na capital cearense foi de R$ 711 em 2013

O estudo mostra dados comparativos de 2011, 2012 e 2013, com base em informações do IBGE e da CNC. A média de dívidas por família em Fortaleza representa uma queda de 35% em relação aos R$ 1.100 apurados em 2012 na cidade.

Recife, em Pernambuco, foi a única capital no Nordeste com valor muito acima da média brasileira (R$ 2.175), assim como em 2011 e 2012. Com R$ 1.863 de dívida por família, João Pessoa, na Paraíba, praticamente se igualou à média.

Leia mais:  Net é condenada por demitir dependente químico

Abaixo, ficaram os municípios de Salvador (BA), com R$ 1.445, Maceió (AL), com R$ 1.497, São Luís (MA), de R$ 1.275, Teresina (PI), com R$ 1.722, Natal (RN), de R$ 1.365, e Aracaju (SE), com média de R$ 1.419 ´por família.

Em 2013, Fortaleza também liderou o ranking nacional de menor porcentual de renda comprometida com as dívidas (21%). Cenário contrário aos dois últimos resultados, quando ultrapassou as médias de 29% e 30%, em 2011 e 2012, respectivamente. Da região, ainda ficaram entre as cinco primeiras dessa lista Salvador (28%) e São Luís (26%).

Nesse mesmo quesito, João Pessoa, Teresina e Maceió estão à frente das capitais brasileiras com maior valor de renda comprometida, sendo que as duas primeiras registraram 44% e a terceira 40%.

Com relação ao porcentual de dívidas em atraso, a capital de destaque foi Aracaju, que reduziu em 25 pontos porcentuais o nível de inadimplência das famílias: de 45% do total apurado em 2012 para 20% este ano. Em 2011, a cidade havia registrado 43%.

A capital de Sergipe ainda se igualou à média do nível de endividamento do País (63%), juntamente com Recife. Do Nordeste, acima dessa média nacional ficaram João Pessoa (75%), Maceió (74%), Natal (74%), Fortaleza (67%), São Luís (66%) e Teresina (65%).

A única capital da região abaixo da média de famílias endividadas foi Salvador, com 60%. Ainda assim, entre 2012 e 2013, a taxa de endividamento das famílias soteropolitanas cresceu 20 pontos porcentuais. A segunda maior alta regional no volume de famílias endividadas foi a registrada em Fortaleza, com aumento de 15 pontos percentuais, atingindo, em 2013, 67%.

As 10 cidades mais caras para se viver em 2014:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.