Tamanho do texto

Classes A e B são as que mais comprometem sua renda

Juros do cheque especial acompanham a alta da taxa básica de juros, a Selic
Getty Images
Juros do cheque especial acompanham a alta da taxa básica de juros, a Selic

Pesquisa do portal Meu Bolso Feliz, do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mostra que 40% dos brasileiros já tiveram de recorrer ao cheque especial no prazo de um ano. Os que mais usaram esse recurso financeiros são das classes A e B – 43%. Nas classes C, D e E, 34% utilizaram o cheque especial no mesmo período.

Ainda de acordo com o levantamento, muitas pessoas, independentemente da classe social, usam o limite do cheque especial como um limite extra da renda. Segundo o portal, em média o cheque especial tem a incidência de juros de 150% ao ano. 

Leia também: Juros para Pessoa Física chegaram a 41,2% ao ano em fevereiro

A d ecisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de elevar a taxa básica de juros (Selic) paulatinamente ( gráfico abaixo ) tem resultado em aumento das taxas de juros das diferentes modalidades de crédito, entre elas o cheque especial.

Em meados de março, a Fundação Procon de São Paulo divulgou uma pesquisa na qual apontou que as taxas médias cobradas para empréstimo pessoal e cheque especial voltaram a subir, acompanhando a alta da Selic. Das sete instituições da amostra do Procon-SP, três elevaram suas taxas de empréstimo pessoal e cinco, suas taxas de cheque especial. 

No cheque especial, mostra o levantamento, a taxa média dos bancos pesquisados foi de 8,81% ao mês, superior à do mês anterior, que foi de 8,66% ao mês; uma alta de 0,15 ponto percentual. A maior alta verificada foi no Banco Bradesco, que alterou de 9,03% para 9,44% ao mês.

Evolução da Selic

Acompanhe as últimas elevações da taxa básica de juros pelo Banco Central

Gerando gráfico...
BC



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.